terça-feira, 12 de julho de 2011

Cap.5 - A Convivência...com os problemas também



Chegara o grande dia... Fiquei o dia toda ansiosa e preocupada porque como havia visto-o somente uma vez não sabia como ele estaria mediante o ocorrido. Fui buscá-lo no desembarque. Estava muito diferente e frio comigo, mas como a situação era bem frustrante relevei. Peguei um taxi pra levá-lo me casa e lá fomos nós.A mãe dele sempre foi muito presente na nossa relação devido à preocupação dela relativo a ele e de nossa ate então afinidade. 
Considerava uma pessoa muito querida e em todas as suas abordagens e preocupações eu sempre entendi o lado dela e tentava fazer um meio tremo entre os dois para que não houvesse atrito mais entre eles e que não houvesse novo por causa de mim rs. Ele era muito dependente nela e somente confiava na mesma. Precipitadamente em mim também. Uma relação conturbada. (Alerta!) =logo a nossa também seria.
Fiz algo pra ele comer e ficamos vendo TV.Foram tantas emoções, rs. Tantos momentos. ai meu Pai!

Ele mal olhou e falou comigo e já estava em seu vício: Internet, dispositivos eletrônicos.

Fiquei vendo TV na minha solidão ali percebendo que não era só estresse.
Acabou dormindo por cima do Notebook... aquilo me partir o coração porque estava até UM POUCO sem noção do que fazia. Só cobri e fui dormir.
Acordei noutro dia para trabalhar e deixei seu lanchinho pronto e mais o meu Chip pra ele usar enquanto usado o meu outro cel., assim ele não precisaria comprar outro. Fiz uma gentileza. Uma das...
Liguei pra ver se ele estava bem e se tinha comigo, e estava menos estressado. Todos os 22 dias que esteve em casa eu fiz isto...
Nesta época, havia duas amigas morando comigo. Ele e uma delas se interagiram mais. Não gostei muito disto porque conhecia bem a peça (“amiga”). Ela me ligou assustada e disse. “(...) ele é bem complicado e não acho que compense, vai pega sarna pra se coçar, aliás, peste negra.”. Foi até amiga me elogiando mito pra ele, mas naquele momento eu ao local que morava uma questões delicadas e indecisas do meu local de moradia: Saio ou fico? Ela tinha entrado na casa posteriormente a todas, mas tomou uma atitude precipitada de pedir a casa sem nos consultar. Quando eu liguei pra ver se ele tinha melhorado do Estresse ele mencionou a questão e ofereceu ajuda financeira e etc. Achei bonito o que ele fez, mas jamais aceitaria isto como de forma não aceitei (...). Fiquei louca da vida com minha amiga porque ela havia comentado esta situação estressante e eu queria TODO CUSTO POUPÁ-LO de problemas. Queria que ele fizesse o que já havia dito pra fazer, DESCANÇAR. Queria apenas rodeá-lo de carinho e cuidado e parece que não, mas eu estava feliz da vida porque ele estava ali dormindo do meu lado e também por poder ter a chance de cuidá-lo e PODER FAZER AQUILO. Queria cuidar dele e protegê-lo com se certa forma eu fiz.
No primeiro final de semana transamos (até que enfim), esta muito, mas muito frustrada com aquilo, ninguém merece uma carga de problemas e situações e mais isto? Ah não... Foi bom, mas tudo que estava vivendo já tinha me tirado o tesão. Diga-me eu te amo, ou um bom olhar de macho e me trate muito bem no meu ouvi que eu gozo de roupa, me trate mal e me sobrecarregue... Esquece “ressecamento interno” total! Uma mulher com a minha idade não poderia se contentar com isto.
Minha vida sexual era um lixo, aliás, ela não existia e descobri ali. (Alerta!) =falta de interesse NA MULHER (...) total.
Saímos no domingo para passearmos e ele estava sem carro e bem irritado com isto.
Ele adorava tirar fotos... Bom até então tudo bem.
Só não poderá imaginar que ao tentar tirar uma foto eu quebraria e moeria com o pé a câmera de nervoso em plena praça pública. Tentei por duas vezes tirar na mão dele e não consegui então me afastei e a merda ocorreu.
Fiquei parada olhando aquilo tudo e percebi o grau de explosão de nervosismo daquilo. Após isto ELE ME CULPOU porque não consegui impedi-lo de quebrar e mencionou que eu era a 5.º mulher a só dar despesas pra ele... Eu fiquei olhando e olhando pra ele e não tive qualquer reação, aliás, fique tão assustada e frustrada que nem quis reagir. "Meus Deus o que esta acontecendo na minha vida?"
Recebi uma mensagem eu uma amiga “Estou no cinema com meu namorado quer vir aqui?” que inveja... Pessoas normais vivendo cotidianos normais e FELIZES.A pergunta que não me calava “De novo alguém problemático e que não te dá valor?” De novo? Duas vezes seguidas?
Novamente veio a pergunta “você quer ficar com um cara que está deste jeito?” pensei. Bom nervoso é temporário e aí novamente relevei e lá vamos nós.
Bom meu domingo foi “ótimo”... Né?! No final do dia mais calminho eu aceitei uma bebida e falou se você me quer do jeito que estou depois não reclame.

Eu se fosse homem (ele) pensaria: "Bom, estou um caos e ela me aceita neste estado e me ajuda tanto acho que vale a pena me tratar e me ajudar por ela e por nós."
Rs. esquece! Ali eu percebi que eu absolutamente nada na vida dele, algo invisível e somente estratégico e necessário.
Ele estava bem abatido, mais magro, cheio de olheiras e aquilo ME DOÍA e muito. A preocupação dele maior era sua questão financeira a qual estava pendente nesta sua vinda. Estava com dificuldade de receber seu pagamento então emprestei minha conta pra ele e disse: “Você sempre mencionou mulheres golpistas e agora está cometendo o mesmo erro porque me conhece apenas há três meses, mas deu a sorte de ser eu, porém o mesmo erro, tenha mais cuidado."
Ele estava tão transtornado que nem percebeu o que me pediu, mas vamos lá. Foi um show de ligações diárias pra ver se o valor havia caído em minha conta, já tinha perdido uns oito almoços pra verificar isto ao banco. Ele pressionava o tempo todo APESAR DE ALEGAR QUE ODIAVA ISTO. Nossa isto cansa e faz mal, mas muito mal.Perdeu documentos e tinha de tirar outros às pressas e eu orientando e à frente de tudo e resolver trocentas coisas em que eu ajudei em 70% em tudo mesmo trabalhando o dia todo. Tudo ali era eu, eu vezes eu. Ele questionava a Deus o tempo todo, porém eu disse que coma cabeça dele naquele estado, a probabilidade dele perder ou esquecer algo era de 65%, claro. quando se tem mil problemas acumulado numa fase só de sua vida você fica vulnerável.
Da dó de vê-lo daquele jeito porém caiu no local certo: em mim que jamais faria e nem fiz algo que o prejudicasse.
Fui boba? De certa forma sim, mas ali eu focava a solução DOS PROBLEMAS DELE, então relevei sua ausência de carinho (todos...), atenção porque estava transtornado. Eu cuidei deste homem e realmente e parecia uma criança sem a mãe e sem rumo.
Não, não queria fazer papel de mãe porque nunca sonhei em ser mãe e sim ter meu doutorado, ali era amor mesmo, zelo.
Sou uma pessoa muito sensível apesar de não parecer e aquela estado dele me fazia muito mal. Uma pessoa estressada, triste, irritadíssima (gritos). Um dia as duas amigas acordaram com os gritos e murros dele no Notebook... Ai meu Pai do Céu...: Outra ligação delas: “Esta foi à terceira vez nestes 15 dias, estamos de saco cheio e no nosso direito”...
E ai vou falar o quê?
Tentei conversar com ele, mas não entendeu e fez chantagem “Se eu for embora, não volto mais”.

Não quis entender
o meu lado apesar de eu ter entendido e relevado tanta coisa. (Alerta!) =Egoísta. Conversei com a mãe dele porque devido ao seu transtorno eu tentava de forma leve resolver tudo aquilo e pedi opinião a ela.

Tive de bater o pé e o mantive em casa por mais 10 dias até que surgiu uma oportunidade para ele trabalhar em sua cidade natal.
Esta radiante e eu também. Eu via sim uma vontade dele morar na minha cidade e ficar perto de mim, mas estava sempre distante e não querendo se envolver... Complicado o que quer de mim então?
Eu pensava, nossa, mas deve ter sido muito traumatizado mesmo, mas eu sempre enxerguei certa sensibilidade bem ali dentro escondida e queria trazê-la pra mim, sempre percebi um menino assustado, amedrontado, mas não de mulher e sim da vida. Dava a impressão que queria ser uma boa pessoa, sensível demais e acho que é por isto que era tão agressivo. Quem bate (no sentido figurado) antes é porque é frágil demais.
Naquele momento eu estava para renovar meu aluguel e vendo-o sem subsídio algum peguei o meu dinheiro do depósito fiador e usei para ajudá-lo= (”Alerta!) EU estava cega e sem perceber o que fazia já... Foi um bom montante e fiquem sem nada. Tive de fazer bicos à parte pra ter o valor novamente até ele arrumar algo e me devolver. não achei ruim só massante, porque era muito pouco tempo para tanto favor e esgotamento. Estava resolvendo um problema que era dele e não meu.
Nossa estava afogada em tanta coisa. Antes disto sem dinheiro no final do mês peguei o meu notebook que havia acabado de comprar (baratinho, mas era MEU) eu tive de dar em troca do concerto do dele que pifou devido ao mau jeito dele com o notebook. Meu Deus, de novo eu vivendo aquilo?
O porquê fiz tudo isto? Porque não agüentava mais ver o estado de desespero dele de ficar sem internet e irritado. Estava viciado naquilo e muito estressado e passava mal o dia todo sem esta distração, então fiz isto para não vê-lo pior, fiz isto por amor...mas e para mim? Por amor a mim estava fazendo o quê? Tudo estava ruindo pra ele, mas eu mantive-me forte ali, mesmo infeliz, triste e frustrada, eu estava ali, mas já sem forças... Dava forças, conselhos, me empenhava pra ajudá-lo porque não queria perdê-lo de forma alguma , mas antes disto não queria vê-lo sofrendo e como não o conhecia não poderia julgá-lo. Estava disposta a fazer de tudo para não vê-lo pior. Não, mas uma mulher forte e a pilar da casa, rs...
No segundo final de semana que ele estava em casa quando eu estava fazendo comigo (pra variar) eu vi o notebook dele livre e pensei, nossa será que agora posso acessar algo? Queria ver meus e-mails e SÓ.
Quando abri a tela do computador digitando o link do Orkut à conta dele por descuido dele estava aberta, então apareceu perfil dele e junto dele a tela de depoimentos com cinco telefones (resposta de pedido de telefones) e mais um depoimento incrível para “homem seco” que dormia ao meu lado “Oi meu amor, adorei seu recado de bom dia de manhã, ai fico até mole, um dia ficaremos juntos”
...
Esta pessoa comprometida e com mais "probleminhas"... e aí cadê o homem que dizia que odiava vadias e tratava bem as honestas? Mas do que eu estava fazendo?
Eu que fazia lanchinho todo dia, dava beijinho de bom dia, ligação de boa arde, almocinho e jantinha todo dia nunca recebi um “bom dia meu amor obrigado pelo carinho”.
Aquilo ali tirou o meu chão... Nada do que acreditei que ele fosse era real. Eu queria morrer com aquilo. Agora veio a real:
Não era um homem seco e traumatizado e sim alguém que me tratava secamente porque somente me usara.
Noutro dia ele me acordou da seguinte forma educada: “Ô. ô to com fome, faz algo pra eu comer já são.”
Abri os olhos, e virei e chorei da m... De vida que eu vivia. Porque não ter o carinho que tinha por gente que nunca tinha visto na internet ao invés de dar isto á alguém que estava ao lado o tempo todo?
Calei-me por todo o dia quieta e triste querendo da um jeito naquilo até que quando sai para ir ao culto. Falei o que me afligira e ele pediu perdão e disse que não faria mais... hum?
Mas hoje pra mim é confuso trabalhar a conveniência e amor: fica ao lado dela porque QUERO ou porque PRECISO?
Percebi que queria fugir de sua vida familiar por ser incompreendido? (Alerta!) =não era feliz em casa, claro que comigo também não seria.
Todos os meus amigos e amigas tinham horror a ele. Todos perguntavam “E aí, já meteu o pé e naquela coisa”? Ai se tivesse ouvido...
Minha vida estava um inferno, mas eu QUERIA ACREDITAR que eu havia ganhado um presente e que logo viria a mudança ou a fase boa: hummm?
Quando contei tudo isto para minha amiga que me apresentou ele ela respondeu sem graça: “Me desculpa por ter te apresentado estou me sentindo culpada”.
Todos os meus amigos e conhecidos estavam muito preocupados comigo porque eu estava esmaecendo. Triste, apática, desanimada e nestas três semanas envelheci dois anos.
Fui uma guerreira porque cuidava dele, do meu serviço, das coisas dele em, das coisas dele em casa e... eu?
Comecei a perceber ali que estava ficando desmotivada e sem vontade de nada e claro voltando a comer demais.Sempre pratiquei esportes todos os dias da minha vida há 20 anos e sem isto não sou nada. Se isto vai mal é porque estou péssima.Claro que isto numa situação de uma pessoa que estaria totalmente recuperada não seria tão pesado, mas eu havia ACABADO DE SAIR DE UMA RELAÇÃO em que a DEPENDÊNCIA de mim era em 90% EM TUDO. Fiquei falida por um tempo por causa de um gigolô barato.
O meu erro em tudo foi não ter cautela ou não ter trabalhado minha carência antes até com um profissional e depois do que passei PELA PRIMEIRA VEZ.
Auto-estima baixa, carente e tentando resolver um problema de cada vez.
Meu erro foi aceitá-lo dentro da minha casa porque levava pra lá problemas que não eram meus e criando mais. Aquilo me sufocava demais.
O correto seria cada um na sua cidade, na sua casa e com seus problemas. Acorda todo dia cansada e não entendia o porquê dormia tanto e acordava cansada. Dormia final de semana e mesmo assim acordava cansada.
E muito triste porque aquela carga toda esta sobrepondo o meu amor a minha paixão do qual nem conseguia fazê-lo sentir. Uma pessoa, vazia e seca. Mas a cada dia que levantava cansada daquele forma eu arranjava forças do amor que senti apor ele pra levantar e continuar lutando do lado dele e por ele que foi o amor da minha vida, o maior amor da minha vida.
Sempre fui calculista e focada em qualidade pra se envolver, como eu estava carente, não relevei isto e me entreguei à minha carência e me ferrei.
Sem foco, sem ambição, sem estudo (pós-graduado no mínimo), sem estrutura esqueça. Eu era assim e nos dois momentos que não foquei isto tomei... legal.
Ele era até então para mim um profissional invejável. Era muito esforçado, queria crescer, lutava feito leão pra aprender e se qualificar, mas o fazia de forma errada. Para a idade dele é muito crescido a com uma alta carga de experiência. Aquilo me fascinava e eu o admirava muito "até então"...
Um homem que queria sempre aprender e não perdia oportunidade de crescer.
Agora voltei pior rs. mais calculista e racional novamente. Vai agregar em 90%? Venha, senão pegue seu rumo bem longe do meu. A mulher boazinha DEMAIS compreenssiva DEMAIS deve existir, mas somente depois de muitas provas concretas de amor e RESPEITO.
Até hoje conheci APENAS UM homem que foi fiel e deu valor a este tipo de atitude, apenas UM. Nem mulher casa de anos agüentaria isto tudo... Só recebi mau trato e problemas.
Então a vaga surgiu e ele voltou pra sua cidade natal e eu estava feliz da vida porque estava ao menos, menos longe de mim.
Ajudei em tudo. Fomos comemorar num restaurante, comer pizza.
Claro que eu paguei tudo, mas foi com PRAZER porque vi ali parte da solução daquele inferno. Ele brincou “Posso dizer antes de morrer que uma mulher me bancou por uma vez na vida já que todas exploraram. hehe” e me agradeceu a gentileza. Eu havia acabado de torcer o pé, estava mancando e preferi ir embora de taxi.
Aliás, é uma coisa que fiz muito quando ele estava aqui porque ele odeia andar de ônibus então preferia gastar a viver mais um inferno até o chegar à minha casa já cansada. Forma muitos taxi que preferi pagar ao viver uma cara feia até chegar em casa.
Esta radiante e eu também. Eu via sim uma vontade dele morar na minha cidade e ficar perto de mim, mas estava sempre distante e não querendo se envolver... Complicado o que quer de mim então?
Agora vem a fase do trabalho excessivo e a pequena distância, e eu já cansada demais e infeliz e desesperançosa, mas dei uma última chance porque queria vê-lo num momento melhor pra avaliar e tentar algo.
Tudo que fiz foi por amor, num momento de carência muito grande, porém poderia ter sido bom senão houvessem estes destemperos da vida e má intenções.
Como eu queria hoje estar escrevendo um livro sobre o eu grande amor cheio de felicidade. Culpa? Dos dois lados. A minha: Relevar tanto e não dizer não, A dele: Aproveitar da situação e não dar valor (não falo de amor) e respeito (não falo de amor).

45 comentários:

Anônimo disse...

Ai..só de ler ja me embrulhou o estômago.
Menina você merece um OSCAR e paciência!!!!
:(

Anônimo disse...

Aceite meu depoimento:
Nunca mais faça isto por ninguém!
História fazia que não tem sentimento do lado ele que horrorrrrr.
vou completa sua frase final"Minha culpa: nenhuma." Pessoas de bom coração e boa índole são exploradas mesmo o lance é ficar de olho. Mal esta junto e já vem esta merda toda? sai fora!!! aposto que falou mal de você depois não foi? aposto!!!!!

Rogério Quintas disse...

dera eu ter uma mulher assim ja passei por problema parecidos e minha mulher pediu desquite.
nao é culpa dele muito porque o homem sem dinheiro e todo fodido de problema é foda cara, você pira, mas também não precisa ser mal agradecido e galinhão. respeito seria o mínimo pra ela. cara idiota perdeu feio
taí uma mulher que achei que não existia mais, tem raça!

Valéria disse...

Conheci uma história parecida parecida eu acho que existem várias kkkk. Boa sorte para vocês!
Fico imaginando o final Arg!
De boa não é falta de respeito, mas meu mulher carente e pelo jeito gente boa decentezinha com homem cafajete é foda mesmo.

Dr. Rafael C. Balestri disse...

Sim, é verdade, deve-se observar também o lado do outro.
Observem a "outra história", porém o respeito dá se você tem, e senão tinha terminasse ali mesmo.
o lado dele deve-se ser considerado sim, porém considerado também o porque a vida dele chegou neste ponto. Você vai afundar junto.
Este é o mal das mulheres e do ser humano em geral: Acha que ao amor dela cura mau-caratismo, doença e situações conflitantes.
Isto é a maneira que com você o vê, você o idealiza, mas ele é isto mesmo que você esta vendo e convivendo.
Pessoas assim geralmente fazem sempre escolhas erradas e se afundam a cada vez mais e culpam os outros.
Percebo que sua escrita é real e verdadeira, então se tudo era real, ali mesmo deveria perceber que não valia a pena uma pessoa com uma carga destas, porque sei que você naquele mar todo não tinha condições de ver isto, mas sempre tem um amigo ou amiga que vê não é mesmo, é bom e aprenda a ouvir.
Invejas existirão sempre, mas se VOCÊ MESMA se descrevia ESMAECENDO-SE então aquilo não poderia ser bom correto?
Geralmente não dá valor, principalmente homem.
Vai pra cidade natal de mala e cuia rs.
Interessante isto, você narra descreve bem e preserva sua identidade. É uma mulher Muito inteligente porque conseguir passar isto sem se expor é difícil.
Obrigado pelo convite e prefiro não colocar e-mail por enquanto, senão não vou ter sossego mais.

Dr. Rafael C. Balestri disse...

Sim, é verdade, deve-se observar também o lado do outro.
Observem a "outra história", porém o respeito dá se você tem, e senão tinha terminasse ali mesmo.
o lado dele deve-se ser considerado sim, porém considerado também o porque a vida dele chegou neste ponto. Você vai afundar junto.
Este é o mal das mulheres e do ser humano em geral: Acha que ao amor dela cura mau-caratismo, doença e situações conflitantes.
Isto é a maneira que com você o vê, você o idealiza, mas ele é isto mesmo que você esta vendo e convivendo.
Pessoas assim geralmente fazem sempre escolhas erradas e se afundam a cada vez mais e culpam os outros.
Percebo que sua escrita é real e verdadeira, então se tudo era real, ali mesmo deveria perceber que não valia a pena uma pessoa com uma carga destas, porque sei que você naquele mar todo não tinha condições de ver isto, mas sempre tem um amigo ou amiga que vê não é mesmo, é bom e aprenda a ouvir.
Invejas existirão sempre, mas se VOCÊ MESMA se descrevia ESMAECENDO-SE então aquilo não poderia ser bom correto?
Geralmente não dá valor, principalmente homem.
Vai pra cidade natal de mala e cuia rs.
Interessante isto, você narra descreve bem e preserva sua identidade. É uma mulher Muito inteligente porque conseguir passar isto sem se expor é difícil.
Obrigado pelo convite.
Prefiro não colocar e-mail porque senão não vou ter mais sossego.

Dr. Rafael C. Balestri disse...

Perfeito:Jamais perca a SUA ESSÊNCIA por vivências desprezíveis, subtraentes e sem agregação
perfeito!
Exatamente. Não permitam jamais perder o gosto pela vida por este tipo de história

Dr. Rafael C. Balestri disse...

Vai pra cidade natal de mala e cuia rs.
Interessante isto, você narra descreve bem e preserva sua identidade. É uma mulher Muito inteligente porque conseguir passar isto sem se expor é difícil.
Obrigado pelo convite e prefiro não colocar e-mail conforme pediu porque senãoo não vou ter mais sossego.

Dr. Rafael C. Balestri disse...

Sim, é verdade, deve-se observar também o lado do outro.
Observem a "outra história", porém o respeito dá se você tem, e senão tinha terminasse ali mesmo.
o lado dele deve-se ser considerado sim, porém considerado também o porque a vida dele chegou neste ponto. Você vai afundar junto.
Este é o mal das mulheres e do ser humano em geral: Acha que ao amor dela cura mau-caratismo, doença e situações conflitantes.
Isto é a maneira que com você o vê, você o idealiza, mas ele é isto mesmo que você esta vendo e convivendo.

Dr. Rafael C. Balestri disse...

Pessoas assim geralmente fazem sempre escolhas erradas e se afundam a cada vez mais e culpam os outros.
Percebo que sua escrita é real e verdadeira, então se tudo era real, ali mesmo deveria perceber que não valia a pena uma pessoa com uma carga destas, porque sei que você naquele mar todo não tinha condições de ver isto, mas sempre tem um amigo ou amiga que vê não é mesmo, é bom e aprenda a ouvir.
Invejas existirão sempre, mas se VOCÊ MESMA se descrevia ESMAECENDO-SE então aquilo não poderia ser bom correto?

Dr. Rafael C. Balestri disse...

Geralmente não dá valor, principalmente homem.
Vai pra cidade natal de mala e cuia rs.
Interessante isto, você narra descreve bem e preserva sua identidade. É uma mulher Muito inteligente porque conseguir passar isto sem se expor é difícil.
Obrigado pelo convite e vou preferir não colocar meu e-mail conforme pediu porque senão não vou ter mais sossego.

Sil disse...

Querida, estou lendo todos os capítulos, mas só quando terminar eu darei uma opinião. Prefiro opinar com a toda a história terminada.
Minha opinião de profissional é importante por isto a cautela.
Abraços e parabéns pela iniciativa e coragem de escrever porque sei que ainda te dói ete assunto.
Pela sua garra muito bem lembrada pelo colega fará com certeza um homem muito feliz, agora é só ter cautela e mandar embora estes homens "sugadores" como você define, mas uma boa e interessante definição. Gostei disto. Realmente sugam tudo que a gente tem, mas não retribuem nunca porque são patológicos também. E acredite não é só você que passou por isto tá, e que bom que voltou a praticar o que você ama, isto é importante. Se você gosta de algo gosta vá em frente, menos em busca de homens "sugadores".
Sil

Valentina, uma mulher que fala disse...

Oi, obrigada pelos comentários, opiniões e apoios.
Estou muito bem e voltando a minha vida, voltando a viver e RESPIRAR ALIVIADA.
Terminarei a história em breve, porque quero ficar longe disto, quero sossego e paz e só e alguém que eu amar, fazer amor e poder todo dia acordar ao lado desta pessoa e pensar que bom que ela está aqui!
Só deixarei minha experiência para que possa ajudar outras pessoas também.

Anônimo disse...

Grande e rara mulher!!
Sou eu fã...você sabe hehe.
Fico feliz, mas triste ao lembrar das vezes triste que me ligou chorando por isto, fala de mim aí meu, olha lá hein!!!
Brincadeira querida, fiz parte deste cenário horroroso e minha parte de amigo.
Agora estou feliz porque você está bem.
Seu amigo sem nome ahahahah

Valentina, uma mulher que fala disse...

Todos nós temos o nosso lado ruim e o noso lado bom. Devemos compartilhar o bom sempre e o ruim tentar resolver sem agredir ninguém.
Eu tive meu erro e o ele idem.
O que ressalto aqui foi o que EU fiz e DO MODO que fiz. O foco sou eu. O foco da mulher tem que ser a mulher. Seja mulher seja tudo porém somente quem quem merecer. Não não despreze jamais quem precisa de você, mas saiba dar limites à você principalmente e à ele.
Caso o seu comentáio não for postado aqui é porque não aprovei porque não acho que não agregerá positivamente. O meu foco aqui é contar a história e dividir opiniões com profissionais sobre não saber amar demais. IMPOR os nossos LIMITES à NÓS MESMAS.

Valentina, uma mulher que fala disse...

Hoje jão se foram dois quilos... e estou bem mais relaxada e bem menos tensa.
Estou tentando voltar a vida normal, porque forma duas pauladas seguindas.
Comecei a terapia, voltei a nadar, dançar e estou conseguindo ir à academia 5 vezes por semana.
Tenho três palestras super interessante pra ir e é ua pena eu não poder dizer qual e de que área porque não posso me expor e etc.

Mas recomendo à você mulher o que puder investir em sua carreira vá, pague sem dó.

Mês que vem farei meu liftin e uma vez na semana estou indo ao clube(oba!!!!!) Tomar um bronze, é muito bom tomar sol, fa zum bem enorme e conversar com amigos enfim, ver a vida de um outro ângulo.
Viva mulheres e agreguem somente coisas positivas na vida e vocês, seja felizes.

Não, não estou namorando mas bem interessada em uma pessoa muito especial que tem o mesmo nível acadêmico, profissional que eu e a mesma índole...e é lindo. Vamos ver, tudo com calma.

Sil disse...

Tudo isto por causa disto: BAIXA "AUTO-ESTIMA".
Se puder aceiteo esta indicação.
Boa leitura...
Baixa Auto-Estima, quais as características?
A Baixa Auto-Estima é uma característica das pessoas que se sentem inadequadas para enfrentar os desafios da vida, não acreditam nos seus potenciais e capacidade de dar resposta às questões da vida. Tem uma estrutura emocional pouco sólida que origina o pessimismo e a negatividade.
Falta de sentido de auto-valorização e respeito-próprio http://tratamentodadepressao.org/635-baixa-auto-estima-caracteristicas/

Sil disse...

Auto-estima, o que é?
Leiam e releiam muito isto:
"A verdadeira Auto-Estima resulta da consciência das aptidões pessoais inerentes a qualquer “Ser Humano” e da crença que uso dessas aptidões da forma correcta são a origem de todo o sucesso e felicidade"...
...
1. A Auto-Eficiência, Auto-Respeito, . Auto-Valorização , Auto-Responsabilização, Auto-conhecimento, Auto-observação
http://tratamentodadepressao.org/623-auto-estima/

Anônimo disse...

Levar uma mulher num restaurante e dividir a conta?
Que falta de educação e decência!!!!!!!!
Que ridículo, um homem depender de uma mulher pra pagar conta de restaurante?aja paciência.
você foi Madre Tereza querida, sem saber, mas foi. socooooooooooooooooooooorro!
Roberta

Anônimo disse...

Nossa...minha história é parecida com a sua, só que em escalas diferentes. Mas o papel que fiz foi exatmente o mesmo que o seu e ele falava até em se casar comigo, depois que conseguiu o que queria (se me entende...hehehe), disse que não eu não era a pessoa etc etc. Mas acredita que ainda assim saí com ele umas duas vezes e qdo ele me procurava por msn era pra dizer que tava estressado, cansado e desanimado! Ou seja, me procurava para que eu o fizesse sentir melhor, e eu fazia!!!
Agora aprendi (espero!), li o livro "Por que os homens amam mulheres poderosa...hehehe.
Ele me pegou numa fase de carência extrema e soube tirar proveito. Infelizmente não somos as únicas e nem seremos as últimas.

Abraço

Valentina, uma mulher que fala disse...

Ah, sim é este:
Por Que Os Homens Amam As Mulheres Poderosas?, do SHERRY ARGOV.
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=2823408&sid=2001368321291435083680067&k5=1635054&uid=

Uma boa indicação.
E como foi o final da sua história?

Manda ela pra cá: mulheresforteslongedechupins@gmail.com.
Depois que eu terminar a minha (espero que logo porque me dá asco!!!) quero postar as de outras pessoas também, se tiver interessada me envie e dou uma revisada e coloco.

Valentina, uma mulher que fala disse...

nfelizmente não somos as únicas e nem seremos as últimas
R: É por isto que construi este blog, mas alertar nós mesmas sobre nós mesmas.
foca só trabalho faz com que afastemos da vida social e fiquemos carentes e o resto já viu...

Anônimo disse...

Sim sim, faz bem dividir as histórias e ver que infelizmente não somos as únicas; ler sua triste história me deu ânimo pra seguir em frente sem correr atrás dele.

Valentina, uma mulher que fala disse...

Ela é triste, mas EU sou MAIOR QUE ISTO e gente que faz isto e mente tanto e é ingrata, jamais será feliz! Este é meu consolo!
Não, não correr atrás pra quê???

JAMAIS!! Pessoas assim não agregam e sim nos afundam! Se abra pra vida, comece a sair mais e verá que a vida não é este lixo que você tinha... que nós tínhamos e muitas outras que são escravas de sua carência e baixa auto-estima.
NÃO É FÁCIL iniciar uma mudança, porém POSSÍVEL E NECESSÁRIA.

Você pode divulgar este Blog para mais mulheres? Prefiro mulheres e profissionais da área.
Quero trocar muitas experiências...
Um forte abraço.

joana disse...

Você devia leiloar o notebook hahahahahahah.
não, agora é sério.
poxa o cara chega d elonge e nem dá bola pra ti? puta que pariu!!!! preferir ficar vendo tv, musica e internete do que de comer, eu ja tinha colocado ele pra fora de casa, que pora é esta? e depois aind apor cima dar o seu computador pra convertar o dele, poxa o cara so te explorou caramba.
sorte pra ti

Linda disse...

Eh o que eu falo: homeme com dinheiro, bem estruturado, semproblema de ex mulher, filhos e família pé no saco,e muito bom de f...UM HOMEM PERFEITO! o resto é RESTO...

Rafaela disse...

falei e vou falar de novo: gente que traz problema pra você de começo, já mostra que não é boa coisa!!!!!! e nãioo vai mudar unnca!!!!
fico revoltadíssima e putíssima!!!!!

Valentina, uma mulher que fala disse...

Concordo em número, gênero e grau.
Era eu de um lado me restabelecendo e ele sem problema ao me abordar, simples porém conplicado, rs.

Sil disse...

atrair um sociopata.......

Assunto muito grave.
Pessoas em momentos de fragilidade são alvo fácil!
Principalmente carente afetiva.

Sociopatas
São pessoas com inteligência normal ou acima da média, que não apresentam nenhum sintoma de doença mental de fácil identificação e possuem grande habilidade para convencer, induzir por meio de mentira, insinuação, sedução, intimidação, ameaça ou violência. Cínicas, roubam, abusam, trapaceiam. Incapazes de amar ou de serem leais, suas emoções são superficiais e falsas. Covardes, uma vez que só atacam quem teria dificuldade para reagir, podem até colocar em risco a vida de outras pessoas, sem constrangimento.
Esses indivíduos costumam se auto-intitular "predadores sociais" e sentem orgulho disso. Não raro culpam suas vítimas, classificando-as de tolas, impotentes, merecedoras do destino que tiveram. Quando descobertos, podem simular um arrependimento que jamais sentirão.
Na vida social, o sociopata costuma ser charmoso. Seu talento teatral é tão convincente que poucas pessoas são capazes de imaginar seu lado perverso, que eles podem esconder durante toda a vida. E uma vítima de violência pode perceber a verdadeira índole do sociopata apenas alguns
momentos antes de ser por ele morta.
Até mesmo profissionais como psiquiatras, psicólogos, juízes, policiais podem ser vítima de um ou de uma sociopata. Basta que estejam emocionalmente fragilizados. Um sociopata é um ser extremamente ardiloso e perigoso.
Sociopata: As características dos sociopatas englobam, principalmente, o desprezo pelas obrigações sociais e a falta de consideração com os sentimentos dos outros. Eles possuem um egocentrismo exageradamente patológico, emoções superficiais, teatrais e falsas, pobre ou nenhum controle da impulsividade, baixa tolerância para frustração, baixo limiar para descarga de agressão, irresponsabilidade, falta de empatia com outros seres humanos, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento. Essas pessoas geralmente são cínicas, incapazes de manter uma relação leal e duradoura, manipuladoras, e incapazes de amar. Eles mentem exageradamente sem constrangimento ou vergonha, subestimam a insensatez das mentiras, roubam, abusam, trapaceiam, manipulam dolosamente seus familiares e
parentes, colocam em risco a vida de outras pessoas e, decididamente, nunca são capazes de se corrigirem. Esse conjunto de caracteres faz com que os sociopatas sejam incapazes de aprender com a punição ou incapazes de modificar suas atitudes. Quando os sociopatas descobrem que seu teatro já está descoberto, eles são capazes de darem a falsa impressão de arrependimento, falseiam que mudarão "daqui para a frente", mas nunca serão capazes de suprimir sua índole maldosa. Não obstante eles são artistas na capacidade de disfarçar de forma inteligente suas características de personalidade. Na vida social, o sociopata costuma ter um charme convincente e simpático para as outras pessoas e, não raramente, ele tem uma inteligência normal ou acima da média.

Psicopata: O psicopata, por sua vez, superdimensiona suas prerrogativas, possibilidades e imunidades; "esta vez não vão me pegar", ou "desta vez não vão perceber meu plano", essas são suas crenças ostentadas.
Toda lei ou norma, gera temor e inibição, implicam na possibilidade de castigo. A lei está feita para domar, para obrigar e para condicionar as condutas instintivas dos indivíduos. O psicopata não apenas transgride as normas mas as ignora, considera-as obstáculo que devemser superados na conquista de suas ambições. A norma não desperta no psicopata a mesma inibição que produz na maioria das pessoas.

Sil disse...

Até mesmo profissionais como psiquiatras, psicólogos, juízes, policiais podem ser vítima de um ou de uma sociopata. Basta que estejam emocionalmente fragilizados. Um sociopata é um ser extremamente ardiloso e perigoso.
Sociopata: As características dos sociopatas englobam, principalmente, o desprezo pelas obrigações sociais e a falta de consideração com os sentimentos dos outros. Eles possuem um egocentrismo exageradamente patológico, emoções superficiais, teatrais e falsas, pobre ou nenhum controle da impulsividade, baixa tolerância para frustração, baixo limiar para descarga de agressão, irresponsabilidade, falta de empatia com outros seres humanos, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento. Essas pessoas geralmente são cínicas, incapazes de manter uma relação leal e duradoura, manipuladoras, e incapazes de amar. Eles mentem exageradamente sem constrangimento ou vergonha, subestimam a insensatez das mentiras, roubam, abusam, trapaceiam, manipulam dolosamente seus familiares e parentes, colocam em risco a vida de outras pessoas e, decididamente, nunca são capazes de se corrigirem. Esse conjunto de caracteres faz com que os sociopatas sejam incapazes de aprender com a punição ou incapazes de modificar suas atitudes.

Sil disse...

Quando os sociopatas descobrem que seu teatro já está descoberto, eles são capazes de darem a falsa impressão de arrependimento, falseiam que mudarão "daqui para a frente", mas nunca serão capazes de suprimir sua índole maldosa. Não obstante eles são artistas na capacidade de disfarçar de forma inteligente suas características de personalidade. Na vida social, o sociopata costuma ter um charme convincente e simpático para as outras pessoas e, não raramente, ele tem uma inteligência normal ou acima da média.
Psicopata: O psicopata, por sua vez, superdimensiona suas prerrogativas, possibilidades e imunidades; "esta vez não vão me pegar", ou "desta vez não vão perceber meu plano", essas são suas crenças ostentadas.
Toda lei ou norma, gera temor e inibição, implicam na possibilidade de castigo. A lei está feita para domar, para obrigar e para condicionar as condutas instintivas dos indivíduos. O psicopata não apenas transgride as normas mas as ignora, considera-as obstáculo que devemser superados na conquista de suas ambições. A norma não desperta no psicopata a mesma inibição que produz na maioria das pessoas.

Sil disse...

Para os contraventores não psicopatas, vale o lema "Se quer pertencer a este grupo, estas são as regras. Se cumprir as regras está dentro, se não cumprir está fora". Mas o psicopata tem a particularidade de estar dentro do grupo, apesar de romper todas as regras, normas e leis, apesar de não fazer um insight, não se dar conta, não se arrepender e não se corrigir. Sua arte está na dissimulação, embuste, teatralidade e ilusionismo.
Os psicopatas parecem ser refratários aos estímulos, tanto aos estímulos negativos, tais como castigos, penas, contra-argumentações à ação, apelo moral, etc., como também aos estímulos positivos, como é o caso dos carinhos, recompensas, suavização das penas, apelos afetivos.
Essa última característica é pouco notada pelos autores. O psicopata não modifica sua conduta nem por estímulos, positivos, nem pelos negativos.
Para o psicopata a mentira é uma ferramenta de trabalho. Ele desvirtua a verdade com objetivo de conseguir algo para si, para evitar um castigo, para conseguir uma recompensa, para enganar o outro. O psicopata pode violar todo tipo de normas, mas não todas as normas.
Violando simultaneamente todas as normas seria rapidamente descoberto e eliminado do grupo.
A particular relação do psicopata com outros seres humanos se dá sempre dentro das alterações da ética. Para o psicopata o outro é “uma coisa”, mais uma ferramenta de trabalho, um objeto de manipulação.

Sil disse...

Essa é a coisificação do outro, atitude que permite utilizar o outro como objeto de intercâmbio e utilidade. Esta coisificação explica, talvez, torturar ou matar o outro quando se trata de um delito sexual, sádico ou de simples atrocidade.
Um sociopata tem aversão a sociedade, um pscicopata não tem essa aversão, mas é um indivíduo que transgride as regras e as normas sociais.
Perfil do Sociopata
- Desprovidos de qualquer sentimento de remorso e de valores morais, recorrem da mentira, calúnia, insultos, sedução, intimidação, ameaças e violência, para verem satisfeitas as suas vontades.
- São incapazes de ser fieis, ou leais e muito menos de amar alguém, inclusivamente os filhos, colocando-os muitas vezes em risco.
- Não se compadecem pelo choro alheio. As manifestações emocionais das outras pessoas são-lhe completamente indiferentes. Se for preciso ainda agridem e humilham mais a pessoa que está em sofrimento, para que esta se cale, alegando precisar de silêncio.
- São covardes, porque “atacam” sobretudo aqueles que dificilmente poderão reagir às suas agressões. Tendem a culpar as suas vítimas dos seus actos mais insanos, chamando-lhes loucas, estúpidas e outras ofensas, sublinhando que são merecedoras de todo o sofrimento que lhes incute.
- Revelam uma necessidade doentia de manipular tudo e todos. Os ciúmes doentios são uma constante. Exigem controlo absoluto do dinheiro, horários, etc. Quando perdem o comando das situações, reagem violentamente, com ataques de fúria que se podem traduzir em
agressões.

Sil disse...

A sociopatia é também conhecida como "transtorno da personalidade anti-social" ou "transtorno da personalidade dissocial". Ela pode ser leve, moderada ou grave. Mas, de uma forma ou de outra, os sociopatas são indivíduos egocêntricos, desprovidos de valores morais, que desprezam a sociedade, suas leis e obrigações, assim como as outras pessoas, inclusive os próprios filhos. Por isso, não se apiedam ou sentem remorsos, o que os impede de se modificarem, mesmo se punidos.
Abs. Sil

Valentina, uma mulher que fala disse...

Meus Deus, se tivesse lido isto antes...só faltou falar o nome!
Aceitei todos os seus posts, muito úteis.
Agradeço a colaboração, Sil
A Moderação

Paty disse...

hummm mesmo doentinhos serão punidos!!!
Foda-se, viver em "soc"iedade é essencial, então um "soc"iopaa não é. fora!!!!

Anônimo disse...

Isto tem cura?

Valentina, uma mulher que fala disse...

EXCELÊNTE INDICAÇÃO:
Co-dependentes anônimos
http://www.codabrasil.org/index1.htm

Sil disse...

Exatamente!!! Tem esta lado da CODEPENDÊNCIA também.
Parabéns excelênte indicação.
lembrando que a Psicopatia e Sociopatia é uma DOENÇA, mas as atitudes "SÃO CONSCIENTES" e devem ser punidos, caso seja , na forma da lei dentres os demais NORMAIS. Aceite isto também nos demais posts para alertar.
Abs. Sil

난 섹스가 좋아요 disse...

ainda bem que a china é longe daí
que nojo, aposto que era ruim de cama
aposto!!

Valentina, uma mulher que fala disse...

난 섹스가 좋아요,
Rssssss, era horrível e tenho até pena quando me lebmro, afinal com mais de 30 era para ter aprendido algo né ,rs.
Gosto de qualidade e me lembro que no fundo dava graças à Deus dele não querer transar comigo, ficava aliviada,...pode?
Pra você ver como um amor às vezes é pPURA CARÊNCIA EE DOENÇA.

Maisa Leal disse...

Eu sofrí a violência (física, Psicológica, moral), Uma verdadeira tortura, ninguem merece. Nenhum ser humano merece maltratos. O silêncio só agrava a situação. Não aceitem isso, reajam, lutem, gritem. O apoio da família é muito importante. Ele não vai mudar.... Saia Logo! depois pode lhe custar caro...Você é um ser abençoado por Deus que lhe deu o maior presente do mundo que é a vida, cuide bem dela, não permita nunca que alguem possa lhe tirar isso que só quem nos deu pode tirar. Não queira ser um zumbie, ou seja, uma pessoa que vive apenas por viver, aceitando os maltratos e humilhaçoes da pessoa que você pensa amar. Eles nos faz perder a auto estima, nos enfraquece, para que se tornem donos de nossas vida. Assuma o controle da sua vida. Você pode e deve ser feliz. Escreva a sua história, não deixe que escrevam por você. Ame-se...
Estou dando meu depoimento para que as mulheres que sofrem a violência doméstica, percam a vergonha de assumir isso e denunciem. Hoje, eu vivo catando os pedaços de mim. A pior dor é a dor da alma. Não queiram chegar a este patamar de sofrimento, não vale a pena. A vida é linda demais faça dela a sua melhor obra de arte! desenhe um lindo arco iris, desenhe um céu lindo, uma lagarta se transformando em uma linda borbolete e voe, voe, livre,você pode!
O meu amor para vocês...
Maísa Leal

Valentina, uma mulher que fala disse...

Olá Marisa, tudo bem?!
Se leu até o final já deve saber que meti o pé no rabo dele ha 4 meses o qual também pra ficar com outro, o meu lindo R.E.
Isto pra mim é se for um ser humano , um ser digno de pena, e quanto a ser gente, se nem gente é quando seria um homem?
Tenho mais o que fazer, tenho tesão, vontade, gana e talento pra ficar com um debilóide destes.
Já meti o pé querida e tô hoje feliz da vida!!!
Abraços e agradeço o depoimento.
Valentina

Irmãs Conect@das disse...

Muito obrigada pela visita e colaboração lá no blog, realmente temos que divulgar e conscientizar outras mulheres, a falarem... A não ficar calada diante das adversidades e do bom humor dos outros..

Abçs,
Irmãs Conectadas

Valentina, uma mulher que fala disse...

Oi Irmãs Conectadas, tudo bem?!
É o mínimo que posso fzer não é mesmo?
Contem semrep comigo par ao que precisar que tanja ao assunto que abordamos.
Obrigada pela visita
Valentina

Postar um comentário

Olá, seja bem vinda ESCREVA e faça valer a sua opinião.